URTICÁRIA

Descrição

  • Rosaly Vieira dos Santos

  • 25 outubro, 2019

Praticamente todo mundo já deve ter ouvido falar em urticária, já que é uma doença comum. Para se ter uma ideia, cerca de uma em cada quatro pessoas tem urticária em algum momento de sua vida. É uma das reações de pele mais comuns vista pelos dermatologistas ou alergologistas e facilmente reconhecida pelo paciente. Entretanto, esta doença é altamente complexa quanto ao agente causador, manifestações clínicas e tratamento. O nome urticária é conhecido como “caminho da urtiga” porque parece que a pele foi queimada por urtigas (do latim urtica, urtiga e ia, estado. Urtiga por sua vez deriva de “urere”, queimar). Também é conhecida popularmente pelos nomes “vergões” ou “calombos”.

MAS O QUE É URTICÁRIA?

São placas que ocorrem de repente na pele, geralmente vermelhas, que coçam (pode sensação de queimação) e pode aparecer no corpo inteiro ou apenas em uma parte. Elas podem ocorrer espontaneamente, isto é, aparentemente sem nenhuma razão particular, ou apenas a certos estímulos (por exemplo, após a exposição à luz do sol ou frio). Não é incomum ocorrer um inchaço da pele mais profunda, que é chamado de angioedema. Uma característica da urticária é a sua volatilidade, ou seja, as placas permanecem apenas algumas horas em um local e deixam de existir sem deixar algum sinal. A maioria destes episódios dura apenas alguns dias ou semanas e sem complicações. Isso é chamado de urticária aguda.

E O QUE ESTÁ CAUSANDO MINHA URTICÁRIA?

A urticária pode ter muitas causas e gatilhos (ou desencadeantes) diferentes. Infelizmente você não pode dizer, olhando para a pele, qual é a causa da urticária. Em muitos tipos de urticária, a pessoa sabe o que causou ou desencadeou com precisão, como nas chamadas urticárias físicas, que são as que surgem a estímulos externos, tais como frio, pressão ou fricção. Em uma urticária que aparece espontaneamente, e geralmente sem um gatilho específico, há um grande número de causas, dentre elas incluem intolerância de substâncias endógenas ou alimentares, infecções, alergia, doenças ou causas autoimunes, por exemplo. Muito mais difícil (para descobrir a causa e tratar) são os casos em que consistem de vários meses ou anos.

E POR QUE AS CAUSAS DE URTICÁRIA SÃO DIFÍCEIS DE DESCOBRIR?

Porque há muitas causas e gatilhos diferentes! Dificilmente qualquer outra doença necessite de um grande trabalho de detetive em relação às causas da doença – especialmente nas urticárias espontâneas crônicas. Portanto, dependendo do caso, alguns testes são necessários (por exemplo, exames de sangue, de urina, de fezes, testes de estímulos físicos, análise de autoanticorpos, de hormônios, de infecções não aparentes, testes de alergia, entre outros) e devem ser realizados por um especialista em urticária, especialmente nos casos mais graves. Somente quando a investigação for feita o suficiente e corretamente é que pode algo ser encontrado! Pouco sentido faz realizar um teste após o outro. Isso leva muito tempo – às vezes meses. É mais eficaz, no contexto da busca da causa (e mesmo na qualidade de vida do indivíduo), que se realize todas as investigações de uma só vez. Isto cria clareza dentro de alguns dias e conduz a resultados que, em seguida, pode ser iniciado um tratamento promissor.