FUNGOS: DICAS E SUGESTÕES PARA PACIENTES ALÉRGICOS

Descrição

  • Rosaly Vieira dos Santos

  • 04 dezembro, 2019

FUNGOS: DICAS E SUGESTÕES PARA PACIENTES ALÉRGICOS

Os fungos (mofos) podem ser encontrados em alimentos, no papel de parede, em geladeiras mal limpas e em todos os cantos úmidos da casa. Mesmo ao ar livre podemos encontrá-los. Na terra e na madeira em decomposição, são, por exemplo, locais preferidos de fungos como Alternaria alternata. Os fungos são feitos de um trançado de filamentos microscópicos que ajuda na propagação dos esporos. Semelhante aos pólens em plantas, há os esporos em fungos. Os esporos e fragmentos do fungo que estão no ar entram em nossas vias aéreas. Lá, eles liberam substâncias que podem desencadear reações alérgicas graves nos alérgicos a fungos.

FUNGOS: PODEM CAUSAR UMA DOENÇA GRAVE.

As queixas desencadeadas por fungos são bem variáveis. Elas variam desde um resfriado, tosse, espirros e urticária à asma e falta de ar aguda. Por muitos alimentos serem “atacados” por fungos ou mesmo feitos com a sua ajuda, o consumo desses alimentos nos alérgicos pode causar enxaqueca, dor abdominal, diarréia e vômito.

Sugestões e conselhos úteis:

✓ Deixar o aquecedor desligado durante a noite ou na sua ausência. Um arrefecimento no ambiente favorece a formação de umidade nas paredes.

✓ Arejar o ambiente, que pode ser por pouco tempo, mas de forma intensa! Para isso, abra todas as janelas e portas. Janelas inclinadas permanentemente não permitem a necessária mudança de contraste da temperatura do ar.

✓ Maior umidade do chuveiro e da banheira devem ser “liberados” para o exterior da casa.

✓ Evitar o uso de sistemas de ventilação e ar condicionado, pois ajudam os fungos a ficarem mais resistentes e a espalhar seus esporos.

✓ Checar se não tem mofo por trás de armários, azulejos, revestimentos e instalações.

✓ Os móveis devem ter alguma distância das paredes, de modo que o ar possa circular.

✓ Remover objetos infestados por fungos de sua casa, ou realizar tratamento das superfícies mofadas com meios adequados, que podem ser encontrados em supermercados ou farmácias.

✓ Já se mofo em papel de parede ou mesmo em paredes, muito provavelmente só conseguirá a remoção com a ajuda de profissionais.

✓ Deixar hábitos de jardinagem como cortar grama ou contato com adubo para outros. Plantas em decomposição são um bom terreno fértil para os fungos.

✓ Deixar de fumar – a irritação constante da membrana das mucosas respiratórias facilita o ataque dos alérgenos

Se você não tem um animal de estimação, pense bem antes de ter um porque há um risco de você desenvolver uma alergia a pelos de animais no futuro. Tenha cuidado com os mofos nos alimentos (ou ingredientes). Especialmente quando se é alérgico a fungos, deve-se observar os alimentos da seguinte forma:

● Dê preferência a alimentos preparados em casa.

● Tirar a casca de frutas e verduras antes do consumo.

● Os alimentos cozidos frequentemente são mais bem tolerados que os crus.

● Mantenha os alimentos em recipientes fechados.

● Frutas e vegetais na geladeira devem ser adequadamente embalados.

COMBATE À ALERGIA

Apesar da diversidade de fungos, até agora se tem conseguido combater a alergia, de forma eficaz e com alta qualidade de material para o tratamento, apenas para a Alternaria (ver a seguir imunoterapia específica). Para todos os outros fungos, o melhor tratamento é a prevenção dos mofos e tratamento que amenize o desconforto.

IMUNOTERAPIA ESPECÍFICA

Alérgenos de alta qualidade estão disponíveis apenas para Alternaria. A dessensibilização é conhecida popularmente como um tipo de “vacinação”. Ao se realizar este tratamento, tem-se alcançado uma melhora rápida e significativa em nove de cada 10 pacientes. Quanto mais cedo a dessensibilização for feita no curso da doença, maior a chance de você perder sua alergia a Alternaria para sempre